domingo, 14 de julho de 2013

TPM


O termo "TPM" ou tensão pré-menstrual é usado para explicar uma variedade de sintomas e sensações experimentadas por 3 em cada 4 mulheres durante os dias que antecedem a menstruação. O grau de desconforto varia e sua origem pode ser tanto física quanto psicológica, desencadeando sintomas como dor de cabeça, retenção de líquidos e inchaço, fraqueza, falta de concentração, irritabilidade e mudança de humor. A principal causa da TPM é uma alteração no equilíbrio hormonal feminino, criando acúmulo de sal e água no organismo, além da redução de progesterona que é o hormônio que prepara o útero para receber o óvulo fertilizado. Veja alguns conselhos para aliviar o desconforto durante este período.


É essencial que a mulher estabeleça metas razoáveis enquanto passa pelo período de TPM. Evite o acúmulo de funções e seja tolerante consigo mesma, livrando-se de situações que levam ao estresse. As sensações de desconforto físico e desgaste emocional são tão comuns durante a tensão pré-menstrual que algumas mulheres ficam propensas a sofrer acidentes domésticos ou no carro enquanto estão dirigindo. Como precaução, é melhor evitar o trânsito pesado nesses dias. Ah! E não hesite em pedir a ajuda dos familiares nas tarefas de casa e a compreensão dos colegas no ambiente de trabalho. Desenvolva suas atividades rotineiras com tranquilidade, sem se sobrecarregar.


Um dos efeitos da TPM é a retenção de líquidos que provoca inchaço, principalmente das pernas, gerando uma sensação de peso e desconforto. É recomendável reduzir o consumo de sal neste período, já que o mineral é um dos maiores responsáveis pela retenção de líquidos no organismo. Já a bebida alcoólica, apesar de parecer relaxante para o alívio da tensão pré-menstrual, produz efeitos mais nocivos do que agradáveis ao organismo, pois 'rouba' do corpo vitaminas e minerais essenciais para o bem-estar. Portanto, nada de abusar do álcool durante a TPM.


Cuidar da alimentação também é essencial durante a TPM. Fique atenta a alguns alimentos que podem agravar os sintomas: - Quem tem problemas de pele, deve evitar bebidas que contêm cafeína, pois esta substância reduz a capacidade do organismo de absorver nutrientes essenciais; - O consumo de alimentos que contêm gorduras saturadas dificulta a produção de ácidos graxos pelo organismo, o que agrava o desequilíbrio hormonal; - Para evitar o ganho de peso e a depressão, não exagere nos doces. A necessidade de açúcar pode ser suprida com a ingestão de vitaminas do complexo B e minerais como magnésio e cromo.


Além de cuidar da alimentação, utilizar alguns métodos simples de relaxamento pode ajudar (e muito!) a aliviar a tensão pré-menstrual. Tome banhos quentes, pois são relaxantes; passe minutos agradáveis em uma banheira de espuma, se possível; faça exercícios leves; assista a programas ou filmes e leia livros que contenham um enredo simples e tranquilo. Use roupas e calçados confortáveis durante o dia. Se você pratica Yoga, aproveite ao máximo os momentos de relaxamento e sintonia entre corpo e mente para aliviar o estresse e passar pela TPM com maior tranquilidade e equilíbrio.


A Fisioterapia também pode ajudar você a passar por esse período difícil. 


Acupuntura: consiste na aplicação de agulhas em pontos estratégicos do corpo capazes de despertar recursos de harmonização psicofísicos. Outras técnicas também são utilizadas, como, estímulos luminosos (Cromopuntura e Laserterapia), sonoros (Audiopuntura), imãs (magnetoterapia), estímulo com esferas de ouro ou prata, eletroestimulação e sementes ou partes de plantas (fitopuntura) colocadas nesses pontos. O tratamento é feito uma vez por semana, com sessões de 15 a 20 minutos. O número de sessões dependerá de diversos fatores, dentre eles a resposta da paciente ao tratamento.


Após o tratamento a paciente é aconselhada a manter hábitos e estilo de vida saudáveis, além de poder continuar o acompanhamento com uso de fitoterápicos, homeopatia e terapias manuais como shiatsu, tui-na e massagem ayurvédica, indicados pelo fisioterapeuta ou terapeuta ocupacional.


Pilates: também é indicado para TPM, porque trabalha muito essa muscultatura  e a dança do ventre também  pode ser comparada aos exercícios da fisioterapia,melhorando as disfunções causadas pela SINDROME PRÉ-MENSTRUAL.


Drenagem linfática: também é muito usada porque a drenagem linfática é uma massagem que facilita o escoamento do líquido linfático que passando pelos gânglios linfáticos é drenado para a circulação venosa. A drenagem tem a função de desintoxicação e é recomendada tanto no período menstrual como na TPM e menopausa.Nessas fases,a mulher pode ter sensações de inchaço,aliviada pelo tratamento.As tensões da TPM também melhoram com o efeito relaxante da técnica.


Atividades físicas: fazem com que a mulher elimine os excessos de líquido no seu organismo e fazem também com que ela desenvolva o hormônio chamado endorfina, que é um hormônio do bem-estar. Então, se a mulher realizar atividades físicas diárias ou pelo menos semanais nesse período de TPM, vai haver uma amenização  dos sintomas da síndrome, procurando atividades que não tenham impacto físico, para evitar uma possível queda na posição da bexiga e do útero. Além disso, é importante buscar exercícios que fortaleçam a musculatura abdominal e pélvica.



Nenhum comentário:

Postar um comentário